Três letões acusados ​​de roubo de identidade: suspeitos atrás das grades

As autoridades letãs prenderam três suspeitos no caso de comprar dados confidenciais de usuários na darknet.

Regime criminal

De acordo com a polícia local, os suspeitos obtiveram acesso a contas de usuários em várias trocas de criptomoedas e retiraram todos os fundos de lá. Durante a prisão, foram apreendidos ativos digitais no valor de 110 mil euros.

Lavagem de dinheiro

Os cibercriminosos lavaram os fundos roubados por meio da aquisição de imóveis, criptomoedas, ouro e bens de luxo.

A escala do crime

Tanto quanto a polícia sabe, os criminosos trabalham há cinco anos e mais de 1.000 pessoas se tornaram suas vítimas. Se for considerado culpado, eles podem pegar de 3 a 12 anos de prisão