Pesquisa: os millennials são mais propensos a escolher bitcoin do que um grande banco

Nos últimos anos, a geração mais jovem tornou-se muito mais fiel ao Bitcoin do que às maiores instituições financeiras. Dados relevantes são fornecidos por especialistas tokenistas que conduziram um estudo em 17 países entre 4852 entrevistados com idades entre 18 e 65 anos.

Millennials não acreditam em bancos

Os dados mostram que 51% dos millennials têm mais confiança no Bitcoin do que em gigantes como Goldman Sachs, Wells Fargo e JPMorgan.

A geração mais velha não acredita em bitcoin

Espera-se que a geração mais antiga seja mais conservadora. Por esse motivo, o percentual médio de lealdade à primeira criptomoeda foi de 47%, mas em 2017 esse indicador foi 29% menor.

Mudança de confiança no Bitcoin e nos bancos em três anos

A geração do milênio é o futuro

Muitos especialistas concordam que a geração de millennials (pessoas nascidas de 1981 a 1996) desempenhará um grande papel no desenvolvimento da indústria de criptomoedas. Segundo a corretora Charles Schwab, essa categoria de idade costuma investir em criptomoedas, e não na Netflix e na Microsoft.