Yuan digital busca o domínio mundial

A China já começou a testar o modelo financeiro do futuro - o Yuan Digital. Lembremos que outros países do mundo estão trabalhando incansavelmente nesta direção. Nas últimas duas semanas, em cidades como Chengdu e Shenzhen, as autoridades chinesas lançaram um novo yuan digital e pediram uma promoção de tokens mais rápida em todo o país.

O Banco Popular da China (PBoC) distribuiu a moeda digital RMB por meio da loteria para vários varejistas, como farmácias locais, supermercados e até mesmo o Walmart.

Chen Yulu, vice-presidente do Banco Popular da China, disse:

Conforme a demanda aumenta, devemos fornecer serviços por meio da inovação em tecnologia financeira. Devemos construir uma infraestrutura financeira independente de alta qualidade para acelerar o desenvolvimento da moeda digital dos bancos centrais. Faça todos os esforços para garantir o sucesso do teste piloto. Que poderá provar que a moeda digital pode controlar e garantir a segurança dos pagamentos

Por outro lado, o Banco de Compensações Internacionais e sete grandes bancos centrais ocidentais, como o Banco Central Europeu, o Federal Reserve, o Banco da Inglaterra e o Banco do Japão divulgaram seu relatório na semana passada. O relatório detalha as principais características e fundamentos para moedas digitais CBDC para orientar a pesquisa no apoio aos objetivos de políticas públicas .

A atual crise de saúde acelerou a transição mundial do papel-moeda e o desenvolvimento do primeiro CBDC do mundo pode tornar a China um líder. O que moldará o futuro da moeda e dos pagamentos em todo o mundo.

A CEO da Visa Europe, Charlotte Hogg, disse:

Nos últimos 250 dias, ocorreram mudanças dramáticas e entramos em uma era diferente, a era digital. Vemos pessoas que nunca usaram pagamentos digitais para começar a usá-los. E eles continuarão a usá-los. Será cada vez mais importante para todas as comunidades empresariais, governos e instituições financeiras poderem usar pagamentos digitais para nossa recuperação e prosperidade.

O Facebook tentou criar uma moeda digital chamada Libra. Essa moeda pode ser usada em uma escala internacional e aumentar a capacidade de consumo e troca dos usuários. No entanto, os Estados Unidos e outros órgãos reguladores internacionais se opuseram. O argumento era que uma empresa comercial poderia ganhar muita influência sobre o sistema financeiro e a oferta de moeda.

Essa preocupação continua a ser a força motriz da maioria dos bancos centrais. Depois que os pagamentos digitais tornaram a maioria dos serviços obsoletos, é imperativo garantir que os bancos comerciais não sejam deixados para trás.

Enquanto outros países estão pensando sobre os benefícios e perigos da moeda digital. A China parece estar muito à frente na corrida para criar uma moeda digital para o banco central.